O Fla Flu das mídias sociais

O objetivo inicial das mídias sociais era conectar as pessoas. Embora isso ainda aconteça muito (nosso caso, claramente), não há como negar que o que dá ibope mesmo é a polêmica.


A ânsia pelo consumo de informações rápidas faz com que muitos de nós (às vezes até inconscientemente) não queira se aprofundar nos temas discutidos. Pelo contrário, queremos respostas prontas. Assim, um profissional na internet, ao responder uma pergunta, pode até dar uma resposta complexa, mas o que ressoa é o ponto final. Sim ou não? À favor ou contra? Proibido ou permitido?

Com isso cria-se um antagonismo quase infantil. Se você se associa a um, não se associa a outro. Se você concorda com um, claramente discorda do outro. Você é ou de um time ou de outro, e a torcida vai te defender ou te martirizar como a arquibancada do fla-flu.

Ok, quando o assunto é futebol e entretenimento. Mas, posso dizer do meu trabalho, quando o assunto é psicologia,  sinto lhes dizer, mas tudo é mais complexo. Não existem respostas prontas. Eu faço longas lives semanais exatamente porque a discussão não cabe em um post, e mesmo a live não basta.

A complexidade das questões que trabalhamos não exigem respostas, exigem diálogos. Por isso me associo não com quem concorda 100% com tudo que eu falo, mas com que saiba dialogar a sério questões profundas para passar uma informação responsável e rica!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *