Ansiedade na Alimentação: Como a Comida Torna se uma Muleta

Ansiedade é  uma apreensão ou expectativa excessiva por aquilo que está por vir, em que o sujeito considera difícil controlar a preocupação. Pode ocorrer como transtorno, necessitando de medicação e terapia ou pode ocorrer como sintoma:  ansiedade em atingir um resultado, cumprir uma tarefa. De qualquer maneira, como transtorno ou sintoma, ansiedade causa um mal estar físico e psíquico em que o sujeito tenta diminuir os sintomas desconfortáveis, em alguns casos utilizando a comida. Afinal, comer é um grande ato de prazer!

Porém, quando a comida torna se a maneira pela qual o sujeito diminui sua ansiedade ou angústia, a comida pode ganhar um status de “tamponador” de mal estar, ou seja, se estou ansioso e não sei o que fazer, como para aliviar essa pressão.

O ato de comer traz alívio por alguns minutos, mas logo depois a sensação de mal estar retorna, e normalmente o individuo irá buscar mais comida para aqueles minutos de satisfação, e em seguida a sensação de desconforto com o descontrole toma conta. Assim, passamos a ter um sujeito angustiado com sua apreensão, culpado pelo excesso de comida que ingeriu e sem entrar em contato com o que gera este estado de ansiedade.

É importante que possamos reavaliar que momento de vida este sujeito está. Como enfrentar esta situação que está causando desconforto? E principalmente, ir além! Não adianta estar desconfortável com algo na sua vida é buscar apenas algo para aliviar, busque entender e resolver a dificuldade.

O que será melhor? Ter a comida como muleta para sua ansiedade? Ou ter a comida no seu devido lugar? Sendo fonte de nutrição e prazer?!

Veja esse vídeo no Youtube em que falei um pouco sobre isso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *